Translate

sexta-feira, 14 de março de 2014

O Valor do Legado

Como diz o ditado popular, um homem, durante a sua vida, tem que ter um filho , plantar uma arvore e escrever um livro.  Depois disso, pode descansar em paz.

O que esse ditado quer dizer, em outras palavras, que todo homem, para justificar sua passagem por esse mundo, deve deixar um legado.



O palavra  LEGADO  nunca foi muito popular entre nós, de modo geral. Começou a ganhar um destaque por ocasião da copa do mundo no Brasil  com a questão 'O legado a ser deixado pela Copa' , constantemente levantada pela imprensa e que traz a tona o conceito de legado.

No contexto de TI, o termo Legado já é mais habitual, justamente associado ao Mainframe e muitas vezes de forma pejorativa, associando-se o termo ao conceito de velho, ultrapassado.

Essa forma pejorativa de ver o conceito foi tão forte, que chegou ao ponto de a IBM 'recomendar' a não mais se usar o termo em seus informes.  

Mas nada melhor do que um bom debate para se trazer a tona a verdade das coisas.   E justamente dessa forma se associou Legado com algo que funciona, com o que mantém a empresa viva, com o que gera caixa para a empresa.   E é verdade, seu o legado não fosse bom, não chegaria a ponto de ser legado, tão claro quanto isso.    

O problema esta justamente no contrário, se um investimento feito por TI não se transformar em legado, é sinal que o investimento feito não gerou o retorno esperado, no longo prazo.  

 E a questão de valor ?  Entendemos que valor e' a percepção de benefícios menos o investimento realizado, isto é ,  V = B - $ , onde V= valor, B=benefícios e $ = investimento.

Importante frisar que somente o cliente pode ter a noção dos benefícios auferidos com um determinando investimento e consequentemente só ele pode determinar se o investimento gerou valor ou não.

Conceituados os termos Legado e Valor, vamos a questão central desse post, que é
O Valor do Legado .    

Olhando-se sob o aspecto de que grande parte das empresas usuárias de Mainframe usam essa plataforma há muitos e muitos anos, e que as aplicações que sustentam os seus respectivos negócios foram escritas há muitos e muitos anos, sendo mantidas e modernizadas ao longo do tempo, fica claro o valor desse legado para as empresas.

E' claro que com a maturidade das plataformas distribuídas e a sua longevidade, também foram gerados legados nessas, o que também representa um grande valor para as empresas, ou seja, o valor do legado não é algo exclusivo da plataforma mainframe, apenas que , por ser mais antigo do que as demais, seu legado é mais legado do que as outras.  Em outras palavras, o valor gerado é maior do que o das demais plataformas.

Com a retomada da plataforma a partir dos anos 2000 e com a reversão da percepção do conceito de legado de algo pejorativo para algo positivo, isso tornou-se um dos grandes diferenciais da plataforma quando se analisa custo total de propriedade (TCO) e quando considera-se  adoção e/ou expansão da mesma.